HARMONIZANDO QUEIJOS E CERVEJAS: MAIS UMA COMBINAÇÃO PERFEITA

Shutterstock 519023965

Produtos artesanais sobressaem e conquistam paladares dos amantes de cervejas e queijos

Queijos são tão bons e há tantas variedades que caem bem com muitas bebidas. A primeira que vem à mente é o nosso querido vinho, nós sabemos, mas e se afirmássemos com toda certeza, sem medo de ser feliz, que eles vão muito bem com cervejas? É claro que há tipos específicos para cada queijo, e é aí que entra em cena a Deli Delícia. Vamos te mostrar como mandar bem na harmonização de queijos e cervejas.

Vamos começar tirando onda de mestre-cervejeiro: os queijos costumam ter muita gordura e podem atrapalhar as papilas gustativas (que chique), mas o gás da cerveja ajuda a cortar essa gordura e, consequentemente, a limpar o paladar. Além disso, as notas carameladas, defumadas, de castanhas e nozes são comuns a alguns queijos e cervejas (mais chique ainda).

Outro fator interessante que agrega ao casamento é o número de queijos e cervejas artesanais ganhando espaço nas prateleiras. Esse processo voltou para ficar e tem como maior vantagem a variedade de sabores, permitindo assim uma harmonização mais deliciosa.

Regras básicas para o sucesso:

- Normalmente, a melhor harmonização é entre queijos e cervejas que possuem sabores parecidos. Por exemplo: o camembert é o par ideal da witbier (trigo belga). Em ambos é possível identificar uma cremosidade e notas frutadas.

- Queijos leves + cervejas leves =  . .Já as mais maltadas combinam com um laticínio maturado e adocicado, enquanto as amargas vão bem com salgados e gordurosos.Uma degustação boa é aquela que começa do mais suave para o mais encorpado. Sempre finalize com os mais intensos, por exemplo um Grana Padano com uma cerveja inglesa escura. - Uma hora antes de servir os amigos, tire o queijo da geladeira. Frio demais não dá.

- Pelo incrível que pareça, cerveja muito gelada também não é ideal, pois, desta forma, o sabor não é tão nítido.

- Corte os queijos ao longo da degustação. Aquela história de servi-los em cubinhos faz com o que o produto fique sem o sabor original.

- Lembra-se do gás da cerveja para limpar o paladar? Portanto, prove primeiro o queijo, depois a cerveja.

Recapitulando um pouco: cervejas e queijos formam um ótimo casal, mas devem caminhar na mesma sintonia, ou seja, sabores parecidos - diferentemente dos vinhos que contrastam bem com os laticínios. Isso se dá graças a uma forte leva de produtos artesanais que estão surgindo, portanto, aposte neles que você não se arrependerá. E, por fim, foque nas nossas dicas para ficar bem na fita ;).

Não deixe também de acompanhar a Deli Delícia por aqui e nas redes sociais porque, em breve, vamos apresentar um material bem legal com dicas de queijos delícia com as cervejas certas.